Topo

Saúde pública é tema de exposição virtual do Arquivo Público do Estado de São Paulo

Publicado em 09/09/2021 | Fonte: APESP/Comunicação

O Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP) apresenta a exposição virtual “Saúde Pública em São Paulo: uma viagem pelo acervo do Arquivo do Estado” que traz aspectos históricos da saúde paulista, sob a perspectiva de instituições criadas desde o período colonial até o ano de 1947. A natureza do acervo do APESP permite ao visitante ter acesso, em tempos de pandemia, a documentos públicos sobre o controle e profilaxia de epidemias que assolaram o estado de São Paulo, como a de varíola, peste pneumônica, tuberculose e lepra (hanseníase).

 

Cerca de 1700 páginas de documentos foram selecionadas no acervo do APESP e estão dispostas em 11 vitrines, abordando a saúde relacionada a temas como migração, educação, segurança pública, maternidade e sanidade mental, entre outros.

 

A mostra procura apresentar características únicas dos documentos de 14 fundos arquivísticos e sua organização na estrutura do Estado. Dessa forma, traz ofícios, relatórios, projetos e demais documentos até a década de 1940, como um relatório de serviços de imunização em escolas de Presidente Prudente (1935) e um processo com projeto para a criação de repartição de saúde para o atendimento a mulheres, em 1938.

 

Entre os documentos selecionados para a mostra, um dos mais antigos é o que propõe a criação de instituição vacínica na cidade de São Paulo em 1819 (foto abaixo). Neste período, já haviam sido instalados o Real Hospital Militar, na região de Santa Ifigênia e o Hospital dos Lázaros, da Irmandade de Misericórdia, ambos em 1802.

 

Aliás, estas informações surgem numa linha do tempo com a evolução de 75 instituições, 54 marcos legislativos e 11 fatos históricos que ajudam a contextualizar a saúde em São Paulo. Nela também está a criação do Instituto Butantan (Instituto Serumtherápico de Butantan), por meio do decreto n. 878-A, de 23 de fevereiro de 1901. Instalado na fazenda Butantan, na zona oeste da cidade, o Instituto teve como primeiro diretor o médico Vital Brasil.

 

A exposição virtual “Saúde Pública em São Paulo: uma viagem pelo acervo do Arquivo do Estado” é realizada pelo Centro de Difusão e Apoio à Pesquisa, com documentos do Centro de Acervo Iconográfico e Cartográfico, Centro de Acervo Permanente e Núcleo de Biblioteca e Hemeroteca. Envolveu o trabalho de restauro e acondicionamento do Centro de Preservação e do Núcleo de Acondicionamento e Encadernação, a digitalização do Núcleo de Microfilmagem, o desenvolvimento web do Centro de Processamento de Informações Digitais e criação de design gráfico do Núcleo de Comunicação do APESP.

 

Acesse a exposição virtual em: www.arquivoestado.sp.gov.br/exposicao_saude_publica_sp/


Primeira página de projeto de criação de instituição vacínica na cidade de São Paulo, de 1819. Veja documento completo na Vitrine 1 (Saúde pública no Brasil Colônia e período imperial)