Artigo
Recomendações para acervos de arquivo após perdas causadas por incêndio
Jorge Dias da Silva Junior; Eliezer Pires da Silva

Resumo:

Parâmetros para recomendações de acervos de arquivo sinistrado. Apresenta-se parte dos resultados da pesquisa que teve como objetivo servir de orientação para o desenvolvimento de um plano de recuperação do acervo pós-desastre. A proposta abordou a oportunidade de reconfigurar acervos arquivísticos sinistrados por meio de representantes digitais do acervo original perdido, considerando o caso da Seção de Memória e Arquivo do Museu Nacional (SEMEAR), sinistrado em setembro de 2018. No plano metodológico, buscou-se na literatura nacional e internacional da Arquivologia sobre preservação de acervos, o uso de tecnologias digitais e estudos sobre desastres com enfoque geral em patrimônio. As recomendações passam pela necessidade de criar um grupo de trabalho para planejamento das etapas, definição de responsabilidades, identificação de recursos, estabelecimento de prioridades no tratamento de arquivos a serem recuperados. Para tanto, sugere-se a mobilização de potenciais possuidores de representantes digitais do acervo; envolvimento da sociedade através de uma narrativa de pertencimento do arquivo; construção do processo de recebimento de representantes digitais do acervo perdido; definição da infraestrutura de armazenamento e implantação de plataforma de acesso.

Palavras-chave: Museu Nacional. Reconfiguração de Acervo. Arquivos sinistrados